Melitta aposta em cápsula sustentável e regionalização

Como forma de se diferenciar dos concorrentes e seguir crescendo no mercado de café, o ano de 2021 tem sido de inovação para a Melitta.

Isso porque no mês de abril a multinacional alemã se tornou pioneira no lançamento de cápsulas biodegradáveis e compostáveis, produzidas a partir de materiais de fontes renováveis e livres de transgênicos, para reduzir os impactos ao meio ambiente, e neste mês de maio segue com a aposta no lançamento do Café Sabor da Fazenda, que tem como objetivo oferecer o café com o gostinho do campo ao mesmo tempo em que amplia a distribuição para outros estados do Sul do País.   “A Melitta faz tudo para oferecer a melhor experiência de um café fresquinho para os consumidores. Estamos sempre em busca de inovações para nossos diversos tipos de cafés e produtos para o preparo da bebida. Acreditamos e trabalhamos para que toda a inovação ou melhoria que trouxermos para nossos produtos ou processos tenham a sustentabilidade como fator fundamental. E continuaremos atentos para trazer inovações alinhadas com essa crença para a categoria de cápsulas e todos os segmentos que trabalhamos”, afirma Jonatas Rochas, diretor de Marketing da Melitta. No caso da categoria de cápsulas biodegradáveis, a marca utiliza cafés sustentáveis e conta inclusive com o programa nacional de reciclagem deste resíduo, em parceria com a TerraCycle, companhia especializada na gestão de resíduos sólidos. A linha conta com cinco versões de blends: Ristretto; Marcato; Staccato; Audacce e Tenuto, todas com diferentes perfis aromáticos e intensidades, em embalagens de 50g.  Já em relação ao café Sabor da Fazenda (em 500 gramas, nas versões a vácuo e pouch), o café mantém suas características originais, vindas do campo, e a Melitta prioriza parte da compra dos grãos diretamente do produtor ou de cooperativas de cafeicultores. “Queremos enaltecer as memórias relacionadas à fazenda e à vida no campo, que nos remetem a bons momentos. Com a ampliação da distribuição para outros estados esperamos que mais consumidores do Sul e Sudeste do país possam desfrutar do melhor café fresquinho Melitta”, complementa João Michaliszyn, gerente de Marketing na Melitta. Além de São Paulo e Paraná, o produto seguirá para os estados do Rio de Janeiro, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. E no caso das cápsulas coletadas, elas serão convertidas em doações às instituições de caridade ou escolas públicas, escolhidas pelos próprios consumidores.